Campagnolo denuncia misocristia e detona petista que liderou profanação de Igreja

Alesc aprovou moção de repúdio apresentada pela deputada, que demonstrou no plenário diversos casos recentes de ataques promovidos contra a fé cristã.

A Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina acolheu na sessão ordinária de quarta-feira (16/02) a proposição apresentada pela deputada Ana Campagnolo em repúdio à profanação praticada na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de São Benedito, localizada no Centro Histórico da cidade de Curitiba, Estado do Paraná.

A invasão ocorreu no dia 5 de fevereiro durante a celebração da missa, rito sagrado para os católicos, e foi convocada pelo grupo militante Núcleo Periférico de Curitiba, contando com a participação do vereador local Renato Freitas (PT).

Em pronunciamento na tribuna, a deputada apresentou este e diversos outros casos recentes de ataques promovidos contra a fé cristã, reforçando a necessidade de aprovação do PL 74.8/2019, projeto de sua autoria que visa coibir o vilipêndio de dogmas e crenças relativos à religião cristã sob forma de sátira, ridicularização ou menosprezo, prevendo pena de multa e proibindo investimento público em agremiações, associações, partidos políticos, fundações, eventos, festas, passeatas, marchas e movimentos que o pratiquem.

Evangélica, Campagnolo fez questão de afirmar sua indignação a respeito desse atentado à liberdade religiosa e de crença dos católicos, informando que mais de 80% dos brasileiros são cristãos.

Sob o pretexto de combate ao racismo, protestando contra a morte de um congolês no Estado do Rio de Janeiro, o vereador petista e seu coletivo invadiram ilegalmente a Igreja Católica e praticaram o sacrilégio.

A deputada expôs a ficha criminal do vereador que já foi investigado por porte de maconha, desacato, desobediência, ameaça, injúria, lesão corporal, provocação de tumulto, perturbação do sossego, entre outras contravenções e crimes.

Também rememorou o fato de que “em época de campanha eleitoral, integrantes do PT buscam se aproximar do público cristão em geral, de maneira hipócrita, já que quando o partido e seus aliados estão no poder costumam apoiar e implementar projetos e programas anticristãos, como ideologia de gênero, aborto e sexualização infantil”.

Segundo levantamento da ong Portas Abertas, 5.110 igrejas cristãs foram profanadas, destruídas ou fechadas ao redor do mundo no decorrer do ano de 2021, inclusive na América Latina, com o emblemático incêndio de igrejas praticados por militantes de esquerda durante manifestações no Chile.

A deputada também citou o vilipêndio praticado no Santuário de Nossa Senhora da Conceição da Lagoa, em Florianópolis, no carnaval de 2020. Símbolos satanistas e de magia negra foram pichados nas paredes do templo, uma construção histórica de 1780, assim como a imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, que fica numa gruta em frente à igreja.

A parlamentar solicitou aos colegas celeridade no prosseguimento à tramitação e aprovação do PL 74.8/2019: "É fundamental para que episódios como esses, protagonizados por um vereador petista na cidade de Curitiba, não voltem a acontecer e não continuem acontecendo aqui no nosso Estado de Santa Catarina", concluiu.

Sobre

Eleita em 2018 com 34.825 votos, Ana é deputada estadual e única mulher conservadora no parlamento de Santa Catarina. Nascida em Itajaí e graduada em História, exerceu o magistério na rede pública por quase 10 anos e hoje é mentora em grupos de estudo online como o Clube Antifeminista. Autora de 3 livros: "Feminismo - perversão e subversão", "Guia de bolso contra mentiras feministas" e "Ensino domiciliar na política e no direito".

Contato

(48) 3221-2686

(48) 99695-5600

ana@alesc.sc.gov.br

Rua Dr. Jorge Luz Fontes, 310,
Centro, Florianópolis - SC,
88020-900

Redes Sociais